You are currently browsing the tag archive for the ‘Blog do CEA’ tag.

logo

Em 2013 o CEA completará 30 anos de luta ecológica! Diante disso, nada como reciclarmos nosso blog! O Prêmio Mídia Livre, do Ministério da Cultura, contribuiu para tal. A partir de agora nosso blog será automaticamente direcionado para nossa nova página.

Um espaço que estamos construíndo visando o acesso à informação ambiental crítica e qualificada! Um espaço para fortalecer os processos de Educação Ambiental! Um espaço para conhecermos e divulgarmos a Legislação Ambiental, ou seja, um espaço do Direito Ambiental. Um espaço para seguirmos desenvolvendo a Ecopolítica necessária para superarmos a crise vivida!

O Coletivo pela sustentabilidade conta contigo para seguirmos sendo acessados, lidos e compartilhados. Agradecemos as mais de “1,115,329 Visitas” realizadas desde 4/11/2008, quando iniciamos o blog. Agora é seguir buscando mais outros milhões no blog novo.

Para conhecer esse novo espaço virtual, acesse AQUI

Nos despedimos do blog “antigo”publicando nossos números em 2012.

Reforçamos nossos agradecimentos a todos e todas que contribuiram com a consolidação do nosso blog, com a luta ecológica.

E claro, convidamos a conhecer e contribuir com nosso novo espaço virtual de luta ecológica: http://ongcea.eco.br/

Os duendes de estatísticas do WordPress.com prepararam um relatório para o ano de 2012 deste blog.

Aqui está um resumo:

About 55,000 tourists visit Liechtenstein every year. This blog was viewed about 490.000 times in 2012. If it were Liechtenstein, it would take about 9 years for that many people to see it. Your blog had more visits than a small country in Europe!

(Cerca de 55.000 turistas visitam a cada ano o Liechtenstein. Este blog foi visto cerca de 490,000 vezes em 2012. Se fosse Liechtenstein, levaria cerca de 9 anos para que muitas pessoas para vê-lo. Seu blog teve mais visitas do que um pequeno país da Europa!)

Clique aqui para ver o relatório completo

O Blog do CEA, que esta na rede (web) desde o final de 2008, vai se apresentar de “cara nova”, em breve.

Cabe sempre ressaltar que o Blog do CEA é um trabalho voluntário, realizado por uma equipe extramente reduzida de militantes, que se dedicam a manter inédita ferramenta de socialização da informação ambiental, de educação ambiental e de luta ecológica.

Aguardem as novidades!!!!!!!!!!!!!!!!

O Blog do CEA sempre destaca temas e questões locais, como as lutas ecológicas, o pampa e sua ecologia, sem perder a conexão com o planeta. Pica-Pau. Pelotas/RS. Foto: Antonio Soler/CEA.

É mais uma maneira de se comunicar com o CEA e acompanhar as principais noticiais ambientais da região sul do RS, do Brasil e do mundo, com um olhar crítico e, sempre que possível, linkado com o local.

Todos aqueles que compartilham pensamentos e práticas sustentáveis, com tendência ao não antropocentrismo são bem vindos como “amigos (a)” e amigos (a), bem como aqueles que desejam refletir e debater sobre tais questões, visando o enfrentamento e, se possível, a superação da crise ecológica.

É mais um espaço de democratização da informação ambiental que o CEA disponibiliza, ao lado de outros como o Blog do CEA e o Twitter (@CEAong).

Seja amig@ do CEA no Facebook, clique AQUI

Curta a nossa página! AQUI

Divulgue e fortaleça essa rede ceana pela luta ecológica!!

É a segunda superação em 2011, dobrando a marca anterior.

Mais uma conquista do Blog do CEA, em termos de acessos diários, desde quando entrou na rede, em 2008. Batemos nosso record. Chegamos a mais de 2 mil acessos diarios nas ultimas semanas, na verdade atingimos 2.296 acessos, em 21 de novembro de 2011. O record anterior foi de 1.485 visitas, no dia 16.03. Em março, mais de mil visitas num só dia. Em novembro, mais de duas mil. É um avanço significativo, sem dúvida.

Para nós é com muita satisfação que divulgamos essa informação, já que, como sabem, nosso trabalho é voluntário e realizado pór uma equipe extramente reduzida de militantes, que se dedica a manter essa importante e inédita ferramenta de socialização da informação ambiental, de educação ambiental e de luta ecológica.

Em breve comentaremos sobre o nosso twitter: @CEAong. Outro meio de comunicação muito relevante para nós.

Enquanto for possível, seguiremos, e esperamos que muitos outros se juntem a nós, reforçando o coletivo pela sustentabilidade não antropocêntrica, buscando democratizar o acesso a informação ambiental crítica.

Veja também:

Blog do CEA bate recorde de acessos num só dia, perto dos 1.500

Blog do CEA entre os 10 mais votados

Cem mil acessos no blog do CEA!

O II Encontro Regional do Policiamento Ambiental com os Secretários Municipais de Meio Ambiente, ocorre amanhã, 27.09, no Centro de Convívio dos Meninos do Mar (CCMAR)/FURG, em Rio Grande/RS.

O evento é dirigido aos secretários municipais de Meio Ambiente das regiões Sul, Centro Sul, Carbonífera, Vales do Caí, do Taquari e dos Sinos, Litoral Norte e Grande Porto Alegre, que estão na área de abrangência do 1º Batalhão Ambiental da Brigada Militar. Também podem participar do evento vereadores, ONGs e entidades de meio ambiente, acadêmicos de cursos da área ambiental e interessados pelo tema em debate.

O Encontro estará dividido em dois painéis: “A Constitucionalzação do Meio Ambiente, os Municípios e a Brigada Militar” e “Licenciamento e a Fiscalização Ambiental”. Os palestrantes serão oficiais do CABM, professores das Universidades Federal do Rio Grande e de Pelotas, representantes das secretarias municipais de Meio Ambiente desses dois municípios, promotores de justiça, técnicos da secretaria estadual do Meio Ambiente e da Fepam.

A Secretária Municipal do Meio Ambiente da Prefeitura Municipal do Rio Grande, Mara Nubia Cezar de Oliveira, informa, por mail, que a “Prefeitura Municipal do Rio Grande, através da Secretaria do Meio Ambiente e Secretaria de Turismo, foi convidada pelo Comando Ambiental da Brigada Militar para apoiar o evento e manifestou o apoio, conforme reunião realizada em 22/09/2011. Nesse sentido, foi entregue o material (adesivos p/pastas do evento) no dia 23/09/2011 e serão entregues os Kits como brindes aos palestrantes, bem como o material da Secretaria de Turismo, na próxima segunda feira, 26/09/11”

Secretaria de Meio Ambiente de Rio Grande/RS, Mara Rubia, apoiadora do II Encontro, em evento organizado pelo CEA e pela FURG, em 2009, no CCMAR. Foto: CEA.

Na mesma direção, o BABM informou ao CEA sobre o apoio da SMMA, solicitando que fosse complementada a informação dada no Blog do CEA em 23.09 (https://centrodeestudosambientais.wordpress.com/2011/09/23/policia-ambiental-encontra-secretarios-municipais-ambientais-com-apoio-da-furg/), divulgando a colaboração da SMMA de Rio Grande, o qual não foi feito antes por mero desconhecimento. Dessa forma, o referido evento promovido pela Brigada Militar, ocorre não somente com o apoio da FURG, mas também com o da SMMA.

O CEA deseja um encontro proveitoso a todos e que medidas que aprimorem o controle ambiental e a aplicação da lei sejam discutidas e futuramente implementadas.

Credenciamento gratuito poderá ser feito entre 8h e 9h no local.

Ten. Bitello e Cap. Renan do BABM , organizadores do Encontro, em reunião do COMPAM/Pelotas, 2011. Foto: Sergio Dornelles GAEC

Fonte: http://www.ambientalbmrs.org/site/?pg=noticia&id=936, além de mails.

O popular arrastão, proibido no Brasil.

Em email enviado ao CEA, o pessoal do Núcleo de Educação e Monitoramento Ambiental (NEMA) informa que notícia sobre a pesca com explosivos na praia do Hermenegildo, em Santa Vitorio do Palmar/RS, a qual vem sendo vinculada em vários meios de comunicação, não procede.

Segundo o executor do Projeto Mamíferos Marinho do NEMA, Sérgio Estima, os pescadores estão “soltando foguetes ou rojões para afugentar os leões-marinhos das redes durante a pesca da anchova. Esta prática é muito utilizada durante esta safra, pois os animais costumam retirar os peixes das redes e acabam rasgando-as.”

A notícia também foi postada no Blog do CEA com o título “Pesca Criminosa no Balneário do Hermenegildo”

Sobre o outro aspecto da denúncia enviada ao Blog do CEA, que levou a elaboração do referido post, a prática do arrastão, a qual consiste no arrastamento de gigantescas redes lastradas, ao longo do fundo do mar, proibida no Brasil, não houve manifestação.

Sobre a pesca de arrasto saiba mais AQUI

Jornal Agora, democratico na analise dos fatos de interesse da ecologia política.

Leia no Jornal Agora de hoje matéria alusiva ao Dia Municipal do Meio Ambiente com a manchete acima, que faz uma análise crítica sobre a política ambiental local, raríssima de se ver (ou ler) na imprensa convencional e manipulada pelo grande capital, em essência, anti-ecológico.

O Jornal Agora é um jornal (o principal) diário da cidade de Rio Grande/RS, e um dos mais importantes da zona sul do RS, o qual tradicionalmente e de forma democrática, abre espaço para a reflexão ecológica/ambiental, mesmo numa cidade dominada pelo poder contrario a tutela ambiental.

A propósito também leia, no Blog do CEA, o artigo Nossa luta também é por Ecologizar a Comunicação, da bióloga, mestre em educação ambiental e militante do CEA, pelo qual representa o Fórum Brasileiro de ONGs e Movimentos Sociais para o Meio Ambiente e o Desenvolvimento (FBOMS) no Comitê Assessor do Órgão Gestor da Política Nacional de Educação Ambiental (PNEA).

Mais um recorde de visitas no Blog do CEA. Foram 1.736 e 1.779 visitas no Blog do CEA, em dois dias seguidos!!!!

Mais um recorde batido quarta (25.05.11).

Registramos 1.779 visitas. Na terça, (24.05.11), atingimos a marca de 1.736. Nossa marca maior anterior foi no dia 16.03.11, com 1.485 visitas no Blog do CEA (https://centrodeestudosambientais.wordpress.com/2011/03/21/blog-do-cea-aumenta-visualizacoes/).

As visitas médias continuam oscilando entre 1.100 a 1.300 por dia.

É bom lembrar que o Blog do CEA entrou na internet em novembro de 2008 (antes mantínhamos Boletins Informativos com periodicidade variável), quando registrou uma média diária de 41 visitantes.

Esperemos que a informação aqui divulgada seja revertida em transformações das condições materiais de exploração da vida humana e não humana.

Após ontem (24.05.11), definitivamente, os “anos dourados” (se que é existiram) da lei ambiental brasileira acabaram. A flexibilização do Código Florestal é só o começo e é uma questão menor do que ainda esta por vir em nome do mito do crescimento.

 Ontem foi um dia marcante!!!! Marcante e triste.

O Congresso Nacional, numa articulação com os governos (sim, porque muitos governadores e prefeitos também apoiaram a flexibilização do Código Florestal) e com setores do capitalismo urbano e rural (com aval dos comunistas), aprovou uma lei florestal que favorece o desmatamento e a supressão da vegetação nativa (https://centrodeestudosambientais.wordpress.com/2011/05/24/insensato-codigo-florestal/). O maior retrocesso da legislação, na história do Direito Ambiental Brasileiro, até então uma referência mundial em vários aspectos. Mais um fato que colabora para o desencantamento do mundo, cada vez mais presente, especialmente entre a esquerda e os ecologistas.

Talvez também em razão do nosso combate contra a flexibilização do Código Florestal, por outro lado, o Blog do CEA bateu mais um recorde de acesso, desde seu inicio, em 2008. Foram 1.736 visitas!!!!! Um recorde para um Blog feito por amadores… amadores da vida!!!!!!! Bem diferente dos “profissionais” da política, a serviço do agronegócio predatório, que legalizaram o incremento do desmatamento no Brasil, ontem a noite, numa ação egoísta e insensata, e mais diferente ainda daqueles que mataram e mandaram matar dois extrativistas no Pará.

É isso mesmo. Para desencanto maior, não “mataram” somente uma lei, o Código Florestal. Ontem, além de sinalizarem com a permissão do avanço da degradação ambiental, também assassinaram pessoas que defendiam a floresta. O casal José Cláudio Ribeiro da Silva e Maria do Espírito Santo da Silva foram mortos por pistoleiros numa emboscada, em Nova Ipixuna, cidade a 390 quilômetros de Belém.

Repudiamos tais atos contra vida humana e não humana, protagonizados ontem pela disputa da floresta e da dominação da natureza.

E hoje? Bom hoje, para piorar ainda mais o avanço da visão egoísta individualista antropocêntrica neoliberal de mundo está sendo exaltado como o Dia da Liberdade de Impostos.

Os neoliberais não querem que o Estado intervenha nas relações de mercado, mas, contraditoriamente, exigem que esse mesmo Estado invista em infra-estrutura, como rodovias, portos e aeroportos, o que, aliás, o governo federal vem fazendo com os Planos de Aceleração do Crescimento (PACs), seguindo a cartilha neoliberal, nesse aspecto.

Os impostos servem para o Estado investir em políticas públicas e fazer justiça social, bem como promover a proteção ambiental. Como construir estradas sem impostos? Ou pior, como investir em proteção ambiental sem orçamento? Porque esses neoliberais anti-impostos e anti-ecológicos não divulgam o montante do seu lucro, resultado da exploração da natureza humana e não humana, para uma comparação com os impostos e se proponham a diminuir seus ganhos gigantescos proporcionalmente a diminuição dos impostos? Argumentam que há corrupção no Estado? Mas quem corrompe? Além do mais, se há corrupção devemos combatê-las e não ir matando o Estado ao pouquinhos, abandonando os pobres e os biomas.

Esperamos que as informações divulgadas por nós, nesse Blog e de outra forma, sirvam para que fatos como o enfraquecimento das políticas públicas, a flexibilização do Código Florestal e assassinatos (por qual motivo for e de quem quer que seja) não se repitam e que todas as formas de vida no planeta Terra e a própria Terra sejam respeitadas, mesmo que muitos achem isso uma utopia ingênua.

Caso contrário, de nada vale bater recordes e recordes de visitas, como o CEA vem conquistando com seu Blog.

Ontem foi um dia de desencanto, sim. Mas também foi um dia de acreditar na luta ecológica fortalecida pela comunicação alternativa, democrática e não antropocêntrica.

Acompanhando as tendências do mundo digital tecnológico, já adaptamos o blog do CEA para ser visualizado nos “badalados” Ipad (mais um instrumento do mundo do consumo, mas com interessantes ferramentas). Abaixo segue uma mostra de como fica a visualização do blog nesse instrumento tecnológico modernoso…

Já faz muito que queríamos postar algo sobre os acessos ao Blog do CEA, mas as demandas e falta de tempo para atendê-las… Mas agora não dá para deixar passar… É com muita satisfação que compartilhamos com todos vocês a noticia de que no dia 16.03, tivemos 1.485 visitas no Blog do CEA. MAIS DE MIL PESSOAS NOS VISITARAM NUM SÓ DIA!!!!!!!!!!! Na verdade, mais de mil pessoas nos visitarem num só dia não é exatamente uma novidade. A novidade esta em esse número chegar a quase 1.500, já que oscila entre 1.100 a 1.300 mais freqüentemente. Mas 1.500 é uma marca nada desprezível.

Isso é uma boa noticia, não só porque fazemos o Blog do CEA de forma militante, ou seja, sem nenhum tipo de orçamento ou remuneração, mas também por que muitos se interessam e compartilham nossas informações e idéias, o que demonstra que é possível fazer movimento ambiental/ecológico militante e que não falamos para nos mesmos, mas sim para uma média diária de visualizações de 790, em março de 2011, que esta só na metade.

O Blog do CEA entrou na internet em novembro de 2008 (antes mantínhamos Boletins Informativos com periodicidade variável), quando registrou uma média diária de 41 visitantes.

De lá pra cá as visitas foram dia-a-dia aumentando, com raríssimas exceções. Junto com as visitas vieram também os diversos comentários.

Assim, chegamos a incrível marca (para nós) de 900 visitas diária em media, dois anos após a criação do Blog do CEA, exatamente em novembro de 2010, o que levou ao total de 27.005 visitas naquele mês.

Em 2008 foram 1900 acessos, mas foram só dois meses. Já em 2009 foram nada mais, nada menos que 73.818 visitantes digitais. Mas em 2010, 198.782 pessoas leram o que disponibilizamos gratuitamente no Blog do CEA. Foi outro recorde, pois mais que dobramos os acessos de um ano para outro. Nesses dois meses e meio de 2011 já contamos com 48.768 leitores digitais. De novembro de 2008 até hoje, já tivemos quase 375.000 acessos !!!!!!!!!

Por isso, sair com 41 visitas diária em média e chegar uma média diária de 900, com 1.485 num dia só é uma grande vitoria para, podemos dizer com toda certeza, amadores da comunicação e militantes do movimento ambiental/ecológico do RS, pioneiro na defesa da natureza.

Esperamos poder continuar tendo tempo e fôlego para seguir com essa importante ferramenta de socialização da informação ambiental, portanto espaço de distribuição de poder, sempre tendo com fim o coletivo pela sustentabilidade!!!!!

Que sigamos na luta ecológica todos nós!!!!!!!

Um homem afegão caminha na rua enquanto o sol se põe sobre o distrito Delaram, na província de Nimroz, no sul do Afeganistão em 20 de janeiro de 2010. (REUTERS / Marko Djurica)

Um homem afegão caminha na rua enquanto o sol se põe sobre o distrito Delaram, na província de Nimroz, no sul do Afeganistão em 20 de janeiro de 2010. (REUTERS / Marko Djurica)

No ano de 2010 muitas foram as notícias, materiais, vídeos, publicações que postamos em nosso blog. Muitas notícias boas e ruins (dependendo do ponto de vista) foram publicadas, mas muitas deixaram de ser por “n” motivos. No CEA atuamos sempre de forma voluntária, e no blog não é diferente. Apenas recentemente fomos contemplados com o Prêmio de Mídias Livres do Ministério da Cultura, mas ainda aguardamos os desdobramentos das burocracias para acessarmos tal premiação.

Sendo assim, para finalizar o ano de 2010 e aguardamos as notícias de 2011, vamos fazer um “bota-fora” dos materiais diversos que acumulamos ao longo de 2010. Tentamos minimamente agrupar por temáticas, mas a questão socioambiental é interdependente, logo nem sempre a notícia parece estar no local mais “adequado”

Confira abaixo o “bota-fora” de notícias…

https://i1.wp.com/rsurgente.opsblog.org/files/tarsoblogsinterna.jpg

por Marco Aurélio Weissheimer

O governador eleito do Rio Grande do Sul, Tarso Genro (PT), entrou no bolicho do Centro de Treinamento da Procergs, para a entrevista coletiva com blogueiros e blogueiras, anunciando dois nomes chave de sua equipe de comunicação: Vera Spolidoro assumirá a Secretaria de Comunicação e Pedro Osório a Fundação Piratini. Ambos acompanharam a entrevista que se desenrolou por aproximadamente uma hora e meia. Definitivamente, não foi uma “entrevista chapa-branca”, como alguns críticos chegaram a afirmar. Tarso Genro foi questionado sobre propostas de governo e sobre temas polêmicas como a presença no governo de representantes de partidos envolvidos em denúncias de corrupção, a relação com o MST e demais movimentos sociais, o destino dos investimentos das papeleiras, o projeto do Cais do Porto, na capital, e a relação com a mídia, entre outros temas.

Transmitida ao vivo pela internet e também pelo twitter, a entrevista marca um novo tipo de relacionamento entre governo e sociedade no Estado. Embora não sejam representativos de toda a sociedade, os blogs consolidaram uma posição no debate público que não pode mais ser negada. A exemplo do que aconteceu na entrevista do presidente Lula, abriu-se um espaço de interlocução com o poder estatal que até então estava restrito aos grandes meios de comunicação. A coletiva realizada na tarde desta sexta-feira no centro da Procergs mostrou que a famosa “democratização da comunicação” pode assumir formas concretas que não tiram pedaço de ninguém. Pelo contrário, tem o potencial de aproximar os governantes da sociedade e de exigir maior transparência por parte do Estado. Foi apenas a primeira experiência desse tipo e provavelmente deve ser reeditada ao longo do governo, com a ampliação e diversificação do número de participantes.

“Não teremos postura paternalista na Comunicação”
A pauta da entrevista foi diversificada. Tarso Genro respondeu a perguntas sobre temas que foram da economia solidária à prisão de Julian Assange, do Wikileaks. O governador repetiu posição expressa ontem pelo presidente Lula que cobrou dos grandes meios de comunicação e de suas entidades de classe uma posição condenando a prisão de Assange e ao cerceamento à liberdade de expressão. Para Tarso, o silêncio sobre a prisão de Assange expressa um cinismo radical de setores da grande mídia. Ainda no terreno da comunicação, ele anunciou que o debate sobre a criação do Conselho Estadual de Comunicação se dará no âmbito do Conselho de Desenvolvimento Econômico e Social e que seu governo não adotará uma postura paternalista em relação à chamada “mídia alternativa”. “Teremos políticas de Estado visando a democratização das fontes de produção e reprodução de informação e de opinião pública. Não existe hoje no Brasil o direito da livre circulação da opinião”. Seu governo buscará avançar nesta direção.

Uma ideia organizou quase todas as respostas de Tarso: inspirado nas experiências do Conselho de Desenvolvimento Econômico e Social, do governo Lula, e do Orçamento Participativo no RS, ele promete adotar o diálogo entre os diferentes setores sociais como mecanismo de resolução de conflitos e de elaboração de propostas para os problemas do Estado. Isso ficou claro, por exemplo, quando foi indagado sobre a relação com o MST, os movimentos sociais e os sindicatos que, como se sabe, no governo Yeda foram tratados como um caso de polícia. “A polícia não deve ser uma polícia de classe, de nenhuma classe em particular, mas sim uma polícia de Estado, uma instância republicana responsável pelo cumprimento da lei”, resumiu. Tarso disse que pretende conversar com o MST e outros movimentos para adotar uma estratégia de antecipação e resolução prévia de possíveis conflitos. “Queremos nos antecipar a qualquer confronto, usando a via do diálogo”, afirmou. Por outro lado, ainda falando sobre o MST, lembrou que o Estado brasileiro ainda deve uma Reforma Agrária à sociedade.

“Decisões da governadora Yeda vale até o fim de seu mandato”
Indagado sobre a presença, no governo, de partidos envolvidos em denúncias de corrupção, Tarso respondeu que nenhuma pessoa indicada para o governo estaria impedida pelos termos da Lei da Ficha Limpa. Ele anunciou que o governo terá uma Comissão de Ética Pública e que a Secretaria de Segurança terá um departamento especial para tratar do tema da corrupção. Por outro, defendeu uma alteração no foco desse debate, propondo que a sociedade passe a se preocupar também com os agentes corruptores do setor privado.

Tarso também falou sobre a polêmica envolvendo a direção do Instituto Riograndense do Arroz (Irga). A pouco menos de um mês do final de seu governo, Yeda Crusius (PSDB) indicou um nome para presidir o órgão, apoiado por 76 arrozeiros do Estado, contra a vontade do governador eleito que indicou para o cargo o nome do prefeito de Santa Vitória do Palmar, Cláudio Pereira. “O Irga é uma instituição do Estado e a função do presidente do órgão é conduzir políticas de Estado e não atender a interesses de um grupo de arrozeiros, com todo o respeito que tenho a esse setor produtivo. As decisões da governadora Yeda valem até o fim do seu mandato. A vontade de 76 arrozeiros deve valer mais que a vontade de um governador eleito com milhões de votos?” – indagou.

Órgãos ambientais serão recuperados
O governador anunciou, por fim, que pretende recuperar os órgãos ambientais do Estado, fortemente sucateados nos últimos anos, reaparelhando suas estruturas e realizando concursos públicos para remontar as equipes que foram desmontadas. Indagado sobre as divergências envolvendo a legislação ambiental e o novo Código Florestal, Tarso admitiu que há problemas que ele ainda não sabe como vai resolver aqui no Estado. Citou como exemplo a preocupação de pequenos agricultores com certos dispositivos da legislação que poderiam inviabilizar sua atividade produtiva. “Vamos ter que debater isso com todos os setores envolvidos”, avisou.

Foto: Eduardo Seidl/Agência Celeuma Imagem

Fonte: RSUrgente

http://somosandando.files.wordpress.com/2010/12/coletivablogs5eduardoseidl101210.jpg

por Cris Rodrigues

Na entrevista coletiva concedida pelo governador eleito Tarso Genro, teve um pouco de tudo. Assuntos diversos foram tratados, com crítica à oposição, à imprensa e à base aliada. Essas menos que aquelas, e identifico dois motivos para isso. Primeiro, o óbvio, de que os blogueiros eram de esquerda e, portanto, mais identificados ideologicamente. E outro fator de peso, o fato de o PT, até agora, ser oposição no RS. É muito mais fácil fazer perguntas críticas a quem é governo e já teve bastante oportunidade de errar do que a quem vai assumir, cheio de propostas para fazer tudo lindo.

A ideia de que a crítica deve orientar as perguntas é lógica, parte do pressuposto de que o fulano entrevistado não vai dizer por livre e espontânea vontade coisas de que não gosta. Cabe a quem está de fora perguntar. Mas acho que a ideia de uma entrevista coletiva não é fazer crítica. Como qualquer entrevista, ela vem com a proposta de obter informações. Assuntos pouco tratados podem ser aprofundados, temas nem tocados durante a campanha podem ser esclarecidos. E informações foram obtidas.

Tarso falou de economia solidária, relações internacionais, movimentos sociais, ambientalismo, economia, comunicação, corrupção, alianças, PPPs, transversalidade, saúde, agricultura, transição, educação, rádios comunitárias.

Tarso já tinha chamado a atenção durante a campanha e essa entrevista confirmou: além de um grande orador, fala com muito conteúdo, preocupado em acertar, com um discurso de fato de esquerda, sem ranço. E mostra, acima de tudo, que aprendeu demais durante seu período como ministro no governo Lula.

E, importante, aproveitou o evento para prestar uma deferência às novas mídias e fazer dos blogueiros o público para o anúncio de sua mais nova secretária, Vera Spolidoro, para a Comunicação e Inclusão Digital, além do jornalista Pedro Osório para a presidência da Fundação Piratini, que agrega TVE e FM Cultura. É um ato simbólico, a informação já tinha vazado, mas é significativo porque mostra que o governador está disposto a prestar atenção ao mundo da internet e, o fundamental, à democratização da comunicação de um modo geral.

Economia Solidária
Disse que economia solidária não é política social, mas política econômica. Usou uma expressão que se repetiu mais adiante com relação a mídia alternativa: não fará políticas paternalistas. Disse que é bem diferente de políticas sociais, que deverá implementar nesse segundo caso, mas que “paternalismo é humilhação”. Economia solidária, apesar de ter sido pouco valorizada no governo Lula, entrou no Pronasci, programa criado e desenvolvido por Tarso no Ministério da Justiça, e que terá atenção especial.

Relações Internacionais
Respondeu que a viagem feita à Europa não significa que os países do Norte serão privilegiados, como questionei, em detrimento da integração regional e do fortalecimento das relações Sul-Sul, mas que a integração regional tem que ser feita através de uma visão universal, e que as relações triangulares incluindo a Europa (principalmente Espanha e Portugal por causa da relação com os países da América do Sul) são fundamentais para o crescimento regional, até porque, com a crise, a relação se inverte e eles se tornam mais dependentes da gente do que a gente deles, segundo Tarso.

Movimentos sociais

Tarso deve ter deixado a imprensa tradicional de cabelo em pé ao afirmar que deve tratar o MST da mesma forma que trata a Farsul, com respeito, diálogo e negociação e que vai valorizar a agricultura familiar em detrimento de grandes empresas exportadoras que não gerem desenvolvimento e renda no estado, sempre respeitando o meio ambiente. Afinal, “o Brasil ainda deve uma reforma agrária”.

Comunicação
Mas deve ter arrepiado principalmente nas questões específicas sobre comunicação. Disse que vai trabalhar pela criação de um conselho de comunicação, embora tenha ficado devendo a especificação da atuação e da composição desse conselho, e pela democratização da comunicação. Classificou nossa imprensa de “mídia uníssona neoliberal, dentro da qual transitam valores que têm sido derrotados” com a eleição de Lula e agora de Dilma. Enfatizou que o conselho não fará controle da opinião ou da informação, mas um passo para a efetiva democratização das fontes de produção e de reprodução, em busca do equilíbrio. E afirmou que temos liberdade de imprensa, que deve ser intocável, mas que não temos o “direito de livre circulação da opinião”.

Tarso criticou a prisão de Assange mostrando a incoerência entre prendê-lo e deixar soltos os donos dos veículos que divulgaram os documentos. Todos fizeram a mesma coisa, divulgação, ou seja, “se foi crime, e eu não acho que foi, foi um concurso criminal”. E o mais incrível para Tarso é a falta de protesto da grande imprensa, “ninguém está reclamando”.

Especificamente sobre uma nota que gerou controvérsia, publicada na coluna de Rosane de Oliveira há alguns dias que dizia “Se for suspensa sem um argumento convincente, a revitalização do Cais Mauá corre o risco de se transformar na Ford de Tarso Genro” e sobre o tratamento que o governo dará à imprensa, Tarso disse que recebe esse tipo de informação “com respeito, mas com certa ironia”, porque a nota foi uma espécie de ameaça, que diz para se cuidar, senão vai ser massacrado como foi o Olívio. Acrescentou que essa é uma informação ideologizada e foi muito feliz ao criticar a postura da imprensa, crente que detém isenção e “pureza”, que fica distante da relação do Estado com a sociedade, como se assistisse de longe e não participasse, não sofresse influência do processo de formação ideológica que cada um sofre com sua vivência cotidiana. Mostrou-se sereno diante da crítica, afirmou respeitá-la, mas não orientar sua ação política por esse tipo de manifestação.

Onde faltou

Senti falta de uma resposta mais firme no questionamento sobre o Cais Mauá. Tarso falou que não é contra as PPPs, com a ressalva de que não podem ser uma atitude do estado para proporcionar acumulação privada, que a do Cais está sendo revista juridicamente, mas não se comprometeu a revisar o mérito da parceria, o projeto em curso. Fará isso apenas se houver algum impedimento jurídico, para não ter que quebrar contrato e trazer prejuízo econômico. Resta saber se o prejuízo ambiental e urbanístico trazido pela realização da obra não será maior que o econômico.

Também deixou a desejar na resposta à questão sobre o código florestal e o gerenciamento dos órgãos do estado voltados ao meio ambiente. Mostrou não ter domínio sobre o tema, afirmou não saber exatamente o conteúdo das mudanças no código florestal, não sabia que ele seria votado já em plenário na próxima terça-feira e ficou de se informar melhor.

Por fim, é importante não confundir, como aconteceu na entrevista com Lula (vide a matéria d’O Globo), blogueiro com jornalista. Pesem algumas ausências e algumas presenças, havia alguns jornalistas formados e que atuam como tal, mas havia pessoas de várias formações, perguntando sobre a área de interesse do seu blog.

Fotos: Eduardo Seidl / Agência Cel3uma

Fonte: http://somosandando.wordpress.com/

midialivre

arte2

BannerForum120x240

codigoflorestal22

Assine e receba as atualizações do Blog do CEA por email. Basta clicar no link acima, ao abrir uma janela, coloque seu email, digite o código que aparece e confirme. Será enviado um email solicitando sua confirmação. Obrigad@.

Frase

“De tanto postergar o essencial em nome da urgência, termina-se por esquecer a urgência do essencial.” Hadj Garm'Orin

Apresentação

O Centro de Estudos Ambientais (CEA) é a primeira ONG ecológica da região sul, constituída em Rio Grande/RS/Brasil, em julho de 1983.

Nos siga no Twitter

Acessos desde 04/11/08

  • 1,163,042 Visitas

Campanhas e Parcerias

Flickr PIT 531 - Logotipo Pedal Curticeira - Pedal Curticeira2 um-carro-a-menos_outra2 Flickr

Flickr

Flickr

Visitantes on-line

Países Visitantes

free counters

Pesquise por Temas

Direito à Informação Ambiental

As publicações elaboradas e publicadas pelo CEA, bem como suas fotos são de livre reprodução, desde que não haja fins econômicos, que sejamos informados através do mail ongcea@gmail.com e com expressa citação da fonte nos termos a seguir: Fonte: Blog do Centro de Estudos Ambientais (CEA).
%d blogueiros gostam disto: