Nabil Bonduki arquiteto e urbanista, professor de planejamento urbano na FAU-USP publicou no Especial Ri0+20 da Carta Maior um arigo  tratando do tratamento que  questão urbana poderia ocupa no Rascunho Zero. De acordo com o especialista a questão urbana deveria ter papel de grande centralidade na Conferência das Nações Unidas para o Desenvolvimento Sustentável – Rio+20. “No entanto, o Draft Zero, primeira versão do documento elaborado pela ONU para ser assinado pelos chefes de Estado que vierem ao Brasil, não permite ser otimista a esse respeito: o tema “Cidades” foi tratado de forma genérica, merecendo apenas seis linhas, sem nenhum compromisso ou análise aprofundada.

Questionamento parecido também foi feito pela Relatora Especial da ONU para Água e Saneamento, Catarina de Albuquerque, que pediu na última quarta-feira (06/06) aos governos para “apoiar plenamente” o direito à água potável e ao saneamento na Conferência das Nações Unidas. Veja matéria.

Veja o documento oficial : O FUTURO QUE QUEREMOS >  Documento da ONU conhecido como Rascunho Zero ou O Futuro que Queremos

Fonte: EBC/CartaMaior

Anúncios