Dia 11 de Dezembro de 2011, foi o Dia Internacional das Montanhas. Já passou, mas as montanhas, ainda, estão ai.

O  Dia Internacional das Montanhas, visa criar consciência sobre a importância das montanhas para a vida, destacar as oportunidades e constrangimentos no desenvolvimento das áreas montanhosas e construir parcerias que trarão mudanças positivas para as montanhas e terras altas do mundo.

Florestas de montanha saudáveis são cruciais para a saúde ecológica do mundo. Elas protegem as bacias hidrográficas que abastecem de água doce para mais da metade da população mundial. São também o lar de inúmeros animais selvagens, fornecem alimentos e outros insumos para o povo da montanha e são importantes fontes de madeira e produtos não-madeireiros. No entanto, em muitas partes do mundo florestas de montanha , ( como é o caso da Bacia Hidrográfica do Caçador  no estado de São Paulo)    estão sob a ameaça como nunca antes e desmatamentos em florestas tropicais de montanha continuam a um ritmo espantoso. Proteger estas florestas e ter certeza que elas são cuidadosamente geridas é um passo importante para o desenvolvimento sustentável das montanhas.( Fonte: FAO)

Proposta Rio+20 por Iguassu Iterei Centro de Referência do Movimento da Cidadania pelas Águas Florestas e Montanhas: http://www.uncsd2012.org/rio20/content/documents/713UNcsd2012ITEREI.pdf

Resumo

1. PES incentivos para a preservação de todas as zonas de montanha naturais

2. Alerta com dependência e vício aos  mecanismos de compensação

3. Sustentabilidade baseada em ecoturismo, pesquisa, arte, artesanato, sem indústrias poluentes, agroecologia e o conhecimento tradicional de montanha

4. Aumentar o diálogo entre os setores do governo e os níveis de governo

5. Apoiar uma sociedade civil mais forte

6. Aumentar o diálogo inter-institucional

7. Maior institucionalização de instrumentos de participação

8. Sensibilizar para as questões de montanha as agendas políticas

9. Consolidar ou criar iniciativas  específicas para montanhas  quando apropriado

10. Melhorar a mobilidade sustentável e a tecnologia sustentável para infra-estrutura nas regiões montanhosas

11. Melhorar os sistemas de conhecimento e informação

12. Melhorar os dados sobre desastres naturais da montanha

13. Aumentar a disponibilidade do conhecimento acadêmico e tradicional para determinados fins SMD ( Desenvolvimento Sustentavel de Montanhas) e  procesos de decisão

14. Coordenar as prioridades de pesquisa para a implementação SMD ( Desenvolvimento Sustentavel de Montanhas)

15. Consolidar ou criar iniciativas específicas para montanhas nacional e/ou regionalmente

16. Investigação e monitoramento dos mecanismos de adaptação às alterações climáticas, especialmente no que diz respeito à disponibilidade de água

17. ALERTA: A compensação financeira  ou a plantação de árvores não poderá  nunca  reproduzir o único delicado e altamente complexo sistema biológico natural de montanhas

Fonte: Iguassu Iterei Centro de Referência do Movimento da Cidadania pelas Águas Florestas e Montanhas e CEA.

Montanhas em Palms Springs, California, E.U.A, próximo ao Chino Canyon. Santa Rosa e San Jacinto Mountains National Monument. Foto: Antonio Soler/CEA

 

Anúncios