O Ano do Morcego 2011 – 2012 foi formalmente lançado na Sexta Reunião das Partes (MOP6) do Acordo sobre a Conservação das Populações de Morcegos Europeu (EUROBATS), em Praga, no Outono de 2010.

O Ano do Morcego é uma iniciativa liderada pela Convenção sobre Espécies Migratórias (CMS) e EUROBATS, com apoio do Programa Ambiental das Nações Unidas (UNEP), o qual visa aumentar a consciência global sobre os morcegos, sua conservação e o papel único que cumprem no ambiente. 

Os morcegos são essenciais para o ambiente global e bem-estar humano. Eles ajudam a controlar as “pragas” e são polinizadores vitais e dispersores de sementes de incontáveis plantas. No entanto, essas criaturas maravilhosamente diversificadas e benéficas estão entre os menos estudados e mais incompreendido dos animais. Séculos de mitos e desinformação ainda geram medos desnecessários e ameaçam os morcegos e seus habitats em todo o mundo. Populações de morcegos estão em declínio em quase toda parte. Um quinto de todas as espécies de morcegos estão ameaçados. Perder os morcegos teria conseqüências devastadoras para os ecossistemas naturais e para a economia.

As mais de 1.200 espécies de morcegos – cerca de um quinto de todas as espécies de mamíferos – são extremamente diversificadas. Eles vão desde o menor mamífero do mundo, o minúsculo morcego-abelha que pesa menos do que uma moeda para as gigantes raposas voadoras com seis metros de envergadura.

Em vôo noturno, os morcegos são predadores primários de insetos, incluindo muitas das principais “pragas” agrícolas. Eles têm um apetite saudável. Um morcego pode comer até 1.000 mosquitos em uma única hora, enquanto um morcego fêmea grávida ou amamentando normalmente come o equivalente a seu peso de corpo inteiro em insetos por noite.

Os morcegos são polinizadores vitais de inúmeras plantas (muitas de grande valor econômico) e dispersores de sementes essenciais, desempenhando um papel importante na regeneração de florestas tropicais. Cerca de 1 por cento dos morcegos se alimentam de peixes, ratos, sapos e outros pequenos vertebrados.

Fonte: http://www.batcon.org/ e http://www.yearofthebat.org/

Anúncios