Os resultados da análise de amostras coletadas no Rio dos Sinos no dia 1° de dezembro, quando foi registrada nova mortandade de peixes, apontaram a presença de produtos agrícolas na água, além de pesticidas.

“Com isso, comprovamos que o acidente ambiental foi provocado por um lançamento de substâncias altamente tóxicas, de origem agrícola, no Rio dos Sinos”, explica o titular da Secretaria de Meio Ambiente de Novo Hamburgo (Semam), Ubiratan Hack. O laudo foi entregue à pasta nesta quinta-feira.

O estudo feito com amostras de água coletadas pela Semam foi realizado em um laboratório do Estado licenciado pela Fepam.

Laudo será encaminhado a órgãos competentes
O laudo final, produzido pela equipe técnica da Semam e que contém a análise biológica, laboratorial e a pesquisa e interpretação de dados, será encaminhado ao Ministério Público, Delegacia de Proteção ao Meio Ambiente (Dema), Instituto Rio Grandense do Arroz (Irga), Secretaria Estadual do Meio Ambiente (Sema) e à Fundação Estadual de Proteção Ambiental Henrique Luiz Roessler (Fepam).

(Diário de Canoas, 14/01/2011)

Anúncios