O Grupo de Trabalho Interinstitucional de Educação Ambiental e Mobilização Social em Saneamento (GTIEAMSS) lançou um conjunto de materiais, nas versões digital e impressa, visando subsidiar o trabalho de educadores ambientais e  responsáveis pelo desenvolvimento de projetos socioambientais nos empreendimentos de saneamento apoiados com recursos federais e de fundos públicos.

Entre os materiais foram lançadas duas publicações do Programa de Educação Ambiental e Mobilização Social em Saneamento (PEAMSS), do DEA/SAIC/MMA. A primeira é um caderno metodológico para ações de Educação Ambiental e Mobilização Social em Saneamento, que apresenta algumas referências metodológicas voltadas a estimular e contribuir para o desenvolvimento de ações articuladas de educação ambiental e mobilização social, que tenham como características a participação popular e o comprometimento com mudanças estruturantes na busca pela construção de sociedades sustentáveis. Baixe AQUI

A segunda publicação do PEAMSS é uma cartilha ilustrada que trata de um caso hipotético de mobilização e organização social, com uma linguagem clara e didática, que aborda aspectos relativos à organização comunitária e ao planejamento participativo a partir dos problemas relacionados ao saneamento e à saúde ambiental. Baixe AQUI

Instituído pela Portaria Ministerial nº 218/2006O, o GTIEAMSS está inserido no Programa de Educação Ambiental e Mobilização Social em Saneamento que fundamenta-se na legislação que estabelece as políticas correlatas do saneamento, da educação ambiental, da saúde, do desenvolvimento urbano e de recursos hídricos. Desde 2007, os manuais dos programas de repasse de recursos do Ministério das Cidades vêm sendo aperfeiçoados na busca de incorporar as diretrizes do PEAMSS no planejamento e desenvolvimento do trabalho socioambiental previsto como parte integrante dos investimentos em saneamento.

O Governo Federal tem estimulado a implementação de projetos de educação ambiental, a criação de instâncias de participação popular e, com esta iniciativa, reafirma a importância do controle social na gestão dos serviços públicos, como estratégia de comprometimento da sociedade no processo de transformação de sua realidade, na busca pela universalização do acesso aos serviços de saneamento.

Mais informações consultar a página do Grupo de Trabalho AQUI