As margens do Guaíba, por Cíntia Barenho

As margens do Guaíba, por Cíntia Barenho

Projeto de lei pretende segmentar orla do Guaíba em três faixas

As Relatorias Temáticas I e V do PDDUA receberam nesta quinta-feira (30/7) equipe da Secretaria do Planejamento Municipal (SPM) responsável pelos projetos de revitalização da orla do Guaíba. O arquiteto Marcelo Allet apresentou as propostas dividindo os 70km de extensão da orla em três faixas. Os projetos apresentados pelo Executivo pretendem atender às características e demandas de cada uma das três partes da cidade banhadas pelo Guaíba.

Uma das três faixas de orla está na zona sul e vai das proximidades do Barra Shopping até o extremo-sul da capital, num trecho caracterizado, segundo o estudo da SPM, pelo predomínio de recursos ambientais, habitação unifamiliar e caráter rural. Nesta faixa, demarcada entre o Iate Clube e a praia do Lami, a equipe do Planejamento trabalhou com fatores como “a preocupação com relação à tendência de expansão urbana, as pressões pela preservação ambiental, a manutenção do caráter bucólico e uma demanda por mais áreas de orla para lazer, turismo brando e recreação”.

A segunda faixa, a orla central, localiza-se numa parte considerada consolidada da cidade, o Centro Histórico. Projetos para esta área, segundo a Prefeitura, devem atender o “imaginário urbano relativo à reintegração do Guaíba, a tendência de consolidação de práticas de convívio social e preocupações relativas à preservação ambiental”.

Já a faixa norte da orla, localizada em área caracterizada principalmente por ser a conexão da cidade com a região metropolitana, aparece no trabalho da SPM como uma região de crescente desindustrialização e depressão econômica. Os projetos para a área têm foco, segundo a apresentação de Allet, na “revitalização econômica, regeneração ambiental e no atendimento à demanda por espaços de convívio social”.

Seminário

Terminada a apresentação da equipe da SPM, a vereadora Maria Celeste (PT) revelou preocupação com alguns temas que não foram abordados relativos à preservação ambiental na orla, como o caso da praia da Pedra Redonda, que considera “um dos lugares mais bonitos da nossa orla e que virou depósito de lixo”. Celeste também questionou se os grupos de trabalho que estão projetando a revitalização da orla consideram que o Guaíba é um rio ou um lago. “Para nós, é uma questão importante e queremos aprofundar essa discussão”, disse.

Devido à quantidade de perguntas feitas pelo público que participou da reunião e pela amplitude de temas envolvendo a orla do Guaíba, o vereador Mauro Zacher (PDT) propôs a organização de um seminário sobre o assunto, na Câmara Municipal, com a participação das Relatorias Temáticas do PDDUA e dos setores do Executivo envolvidos em projetos na orla do Guaíba.

Participaram da reunião, pela SPM, Marcelo Allet, Ada Schwartz e Paulo Afonso da Rosa. Estiveram presentes os professores Luciano Andreatta (IPA), Flavio Buchabqui Rodrigues (PUCRS) e Ana Cé (PUCRS), os assessores técnicos das temáticas César Dorfmann e Álvaro Moraes, além de representantes do Fórum de Entidades.

Fonte: Por Carla Kunze, Câmara Municipal de Porto Alegre, 30/07/2009

Anúncios