Aproveitando a semana do 8 de março – Dia Internacional da Mulher- publicaremos a série sobre a “As vozes das  mulheres sobre as plantações” produzido pela ong uruguaia WRM e Amigos da Terra Internacional. As mulheres do Pampa gaúcho também mostraram suas “vozes”. Tal série faz parte do Boletim WRM nº 140. Abaixo há o editorial do Boletim.

ecofeminismo3

As comunidades dos países do Sul vêm sendo afetadas pela expansão das plantações de monoculturas de árvores e as mulheres sofrem os maiores impactos. Nos últimos dois meses, o WRM e a Amigos da Terra Internacional organizaram  conjuntamente três workshops com as mulheres locais: na Ásia (Papua Nova Guiné), na África (Nigéria) e na América Latina (Brasil). A razão principal por termos escolhido casos nesses países é que todos tinham algo em comum: o envolvimento direto ou indireto da União Européia na expansão das plantações.

A importância do envolvimento da UE nos três casos é que, entre os países industrializados do Norte, a União Européia é talvez a única que tem desenvolvido mais políticas sensíveis ao gênero, aplicáveis tanto em nível interno quanto externo. Foi assim percebida a necessidade de documentar a contradição entre o que dizem tais políticas de gênero e como as outras políticas da UE implicam impactos específicos nas mulheres dos países do Sul.

Obviamente o que foi encontrado também é aplicável a políticas e corporações de outros países- do Norte e do Sul- envolvidas com a promoção das plantações de monoculturas de árvores.

O WRM e o Programa de Florestas e Biodiversidade da Amigos da Terra expressam seu agradecimento a todas as mulheres que participaram dos workshops e partilharam suas experiências conosco. Ao mesmo tempo, queremos aproveitar a oportunidade desta data simbólica- dia 8 de março, Dia Internacional da Mulher- para prestarmos homenagem à coragem das inúmeras mulheres que estão lutando e fazendo que suas vozes sejam ouvidas.

Fonte: WRM

Anúncios