Começou nessa segunda-feira, 26.01, o II Módulo do Projeto Ambientalistas Educadores na Bahia. O evento é idealizado pelo Centro de Estudos Ambientais (CEA) e pelo Grupo Ambientalista da Bahia (GAMBÁ), com apoio do Ministério do Meio Ambiente (MMA) e da UNESCO.

Renato Cunha, do GAMBÁ

Renato Cunha, do GAMBÁ

O Curso está sendo desenvolvido na Bahia e no Rio Grande do Sul, reunindo diversos representantes de ONGs ecológicas e ambientalistas, membros de movimentos socioambientais e de universidades, visando a troca de experiência nas mais diversas questões ambientais, com vista a discutir e encontrar meios de superá-las para a proteção ambiental e melhoria da condição da vida humana e não humana. A programação, que se desenvolve em Salvador, conta com Marcos Sorrentino (ex-Diretor de Políticas Ambientais do MMA), abordando temas relativos a Política Nacional de Educação Ambiental; Severino Agra Filho (Professor UFBA),

Eugênia Dias, do CEA

Eugênia Dias, do CEA

abordando o licenciamento ambiental; Cecília Mello (doutoranda em antropologia social – UFRJ), comentado sobre os chamados conflitos ambientais no sul da Bahia; Bruna Hercog (Jornalista, da ONG CIPÓ), trazendo conceitos de Educomunicação. O CEA, através de Antonio Soler e Eugênia Dias, apresentou e discutiu “O PAPEL DAS ONGS NA POLÍTICA AMBIENTAL: VISÕES E PRÁTICAS”, abordando a prática das ONGs a partir da evolução do conceito de ecologismo e ambientalismo, considerando o Direito Ambiental e a democracia direta, como uns dos principais instrumentos para proteção ambiental. Renato Cunha, do GAMBÁ, abordou as lutas da ONG, na Bahia.

Lilite (GAMBÁ), da Coordenação do Curso

Lilite (GAMBÁ), da Coordenação do Curso

A equipe do GAMBÁ para o evento, ainda conta com a coordenação de Lilite e com o apoio de Marja e Sarah. A ONG baiana, GAMBÁ, já acumula 26 anos de luta ambiental. O II Módulo do Curso do Rio Grande do Sul acontecerá de 12 a 15 de fevereiro, na Fundação Gaia, em Pantano Grande.

Anúncios